terça-feira, 28 de abril de 2009

Escadaria para o Céu

Há uma senhora que acredita
Que tudo o que brilha é ouro
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso
Quando ela chega lá ela descobre
Que se as lojas estiverem todas fechadas
Com apenas uma palavra ela consegue o que veio buscar
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso

Há um cartaz na parede
Mas ela quer ter certeza
Porque você sabe que às vezes as palavras
têm duplo sentido
Em uma árvore a beira do riacho
Há um rouxinol que canta
Às vezes todos os nossos pensamentos estão errados.

Isto me faz pensar
Isto me faz pensar

Há algo que sinto
Quando olho para o oeste
E meu espírito chora ao partir
Em meus pensamentos tenho visto
Anéis de fumaça atravessando as árvores
E as vozes daqueles que ficam parados olhando

Isto me faz pensar
Isto realmente me faz pensar

E um sussurro avisa que em breve
Se todos entoarmos a canção
O flautista nos levará à razão
E um novo dia irá nascer
Para aqueles que suportarem
E a floresta irá ecoar gargalhadas

Se há um alvoroço em sua horta
Não fique assustada
É apenas limpeza de primaveril da rainha de maio
Sim, há dois caminhos que você pode seguir
Mas na longa estrada
Há sempre tempo de mudar o caminho que você segue
E isso me faz pensar

Sua cabeça lateja e não vai parar
Caso você não saiba
O flautista te chama para você se juntar a ele
Querida senhora, pode ouvir o vento soprar?
E você sabia
Sua escadaria repousa no vento sussurrante

E enquanto corremos soltos pela estrada
Com nossas sombras mais altas que nossas almas
Lá caminha uma senhora que todos conhecemos
Que brilha luz branca e quer mostrar
Como tudo ainda vira ouro
E se você ouvir com atenção
A canção irá finalmente chegar a você
Quando todos são um e um é o todo
Ser uma rocha e não rolar

E ela está comprando uma escadaria para o paraíso...

domingo, 26 de abril de 2009

Arueira

Vim de longe, vou mais longe
Quem tem fé vai me esperar
Escrevendo numa conta
Pra junto a gente cobrar
No dia que já vem vindo
Que esse mundo vai virar
Noite e dia vêm de longe
Branco e preto a trabalhar
E o dono senhor de tudo
Sentado, mandando dar.
E a gente fazendo conta
Pro dia que vai chegar
Marinheiro, marinheiro
Quero ver você no mar
Eu também sou marinheiro
Eu também sei governar.
Madeira de dar em doido
Vai descer até quebrar
É a volta do cipó de arueira
No lombo de quem mandou dar

sexta-feira, 17 de abril de 2009


Algum outro lugar

Você entrou em minha vida.
Não sei como me encontraste, mas conseguiu.
Me evitou de eu ir para algum outro lugar.
Me levou um tempo para dizer.
Queria que você fosse minha
Mas agora estou mais triste do que jamais estive
Lamentando que iremos partir
E por um tempo você poderia me confortar
E me abraçar por algum tempo
Preciso que você agora esteja ao meu lado
Enquanto todo o mundo esteja desarrumado
Solidão (oh-oh)
Rostos vazios (oh-oh)
Desejaria poder deixa-los todos (oh-oh)
Em algum outro lugar (Algum outro lugar)
Espero que você não abra mão
Talvez você me deixa saber
Que você ficaria triste como nunca antes
Lamentando que iremos partir
E por um tempo eu poderia confortar você
E guarda-la em minha mente
Preciso que você agora esteja ao meu lado
Enquanto todo o mundo esteja desarrumado
Solidão (oh-oh)
Rostos vazios (oh-oh)
Desejaria poder deixa-los todos (oh-oh)
Em algum outro lugar
E por um tempo você poderia me confortar
E me abraçar por algum tempo
Preciso que você agora esteja ao meu lado
Enquanto todo o mundo esteja desarrumado
Solidão (oh-oh)
Rostos vazios (oh-oh)
Desejaria poder deixa-los todos (oh-oh)
Em algum outro lugar Solidão (oh-oh)
Rostos vazios (oh-oh)
Desejaria poder deixa-los todos (oh-oh)
Em algum outro lugar (Algum outro lugar)
Acho que irei deixa-los todos
Em algum outro lugar (Algum outro lugar)

quinta-feira, 16 de abril de 2009

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Portas do delírio.

Portas do delírio.
Firme e lute,
nós respeitamos Lembre de um pacto interno entre nós, olhe isso enquanto nós seguimos. E passeie por lá, em movimento Aos campos de profunda honra, defendendo. Firmes os marchadores levantando as garras. Vidas pacíficas não entregarão sua liberdade, lutando nós sabemos. Destroem a opressão, o ponto para reação Como os lideres olham você, atacando Escolha e renuncie, jogando as correntes no chão. Matando ou sendo morto, cidadãos mais rápidos corrigem o fluxo. Projetando sombras gigantes penetram rápido na força. Para alterar-se através desta guerra que é vista, como a ignorância mede a ira dos espíritos que ascendem para resgatar. Guerras que berram nos gritos da angustia. O poder desperdiçou paixão despojando nossa alma receptora, certamente nós sabemos. Na glória nós nos erguemos para oferecerCriar nossa liberdade, uma palavra nós pronunciamos. Uma palavraAs palavras formam nossa bandeira, vitorioso nosso dia. O silencio será prometido como exposições da violência. A desgraça aumentou, nós lutamos pelo poder e pela vida a cada dia. Nossos deuses acordam rugindo trovões e guiam a mão do líder nos caminhos da glória para a causa. Escute, nós poderíamos lutar pra sempre. Sabendo como nós sabemos, o medo destrói. Escute, nós poderíamos deixar nossas crianças. Escute, nossas vidas se fixam no silencio. Ajude-nos agora. Escute, seus amigos se foram. Disseram-nos sobre seu veneno, agora nós sabemos. Mate-os, dê a eles o que eles nos deram. Assassine-os, queimem o riso de suas crianças. No infernoO punho vai fundir, grudar o metal a arma. O espírito canta em tons ruidosos, nos conquistamos o tambor da batalhaNossos gritos serão estridentes, o ar vai gemer e quebrar no alvorecer. A pena não vai ficar nas asas do demônioA hora se aproxima, golpeando o sermão do diabo

Breve, oh breve a luz
Passa dentro e abranda esta noite sem fim
E espera aqui por vocêNossa razão de estar aqui
Breve, oh breve o tempo
Todos nós nos movemos para conseguir alcançar e se acalmar
Nosso coração esta aberto
Nossa razão de estar aquiA muito tempo, colocado na rima
Breve, oh breve a luz
Nos molda por todo o tempo, nos acerta
O sol nos guiará
Nossa razão de estar aqui
Breve, oh breve a luz
Nos molda por todo o tempo, nos acerta
O sol nos guiará

Nossa razão de estar aqui

Yes