terça-feira, 17 de agosto de 2010

Inicio da Propaganda Eleitoral


Um dia depois de uma nova pesquisa de intenção de votos mostrar Dilma Rousseff (PT) 11 pontos percentuais à frente de José Serra (PSDB) na corrida presidencial, os dois candidatos estrearam no horário eleitoral gratuito na TV nesta terça-feira apostando em suas biografias.
Serra foi mais programático, buscou associação com o povo e se apresentou como realizador. Não fez crítica ao governo. Ao contrário, usou em seu jingle o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Quando o Lula da Silva sair, é o Zé que eu quero lá... Para o Brasil seguir em frente, sai o Silva e entra o Zé", cantava o refrão.
"O Brasil avançou muito em muitas áreas, mas está devendo em outras", disse um Serra sorridente e simpático, o "professor" que olhará pela educação no país e o "melhor ministro" da Saúde que o Brasil já teve.
Dilma, "o braço direito de Lula", foi mais sentimental nos 10 minutos e 38 segundos do programa. Esteve ao lado do presidente no começo, apresentou sua trajetória pessoal e política no meio, e voltou ao padrinho no fim. Seu foco: a mulher e o discurso constante da continuidade.
"Eu realmente fico muito feliz de saber que posso entregar a faixa presidencial a uma companheira do meu partido e uma companheira mulher. É uma coisa gratificante", apareceu Lula discursando a uma plateia repleta de mulheres.



Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário