quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Morre ex-presidente da Argentina e Dilma distancia de Serra, isso são fatos de hoje
























O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner morreu na cidade de Calafate depois de ter sido hospitalizado nesta quarta-feira após sofrer uma insuficiência cardíaca aguda, informou seu médico pessoal. Ele mantinha grande influência no governo da presidente Cristina Fernández de Kirchner, sua mulher e sucessora.
Kirchner tinha sido operado em setembro de problemas cardíacos


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, aumentou sua vantagem sobre José Serra (PSDB) no segundo turno para 15,2 pontos percentuais, mostrou pesquisa do instituto Sensus divulgada nesta quarta-feira.


Na pesquisa encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), Dilma tem 51,9 por cento das intenções de voto contra 36,7 por cento de Serra. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.
Levantamento Sensus divulgado na semana passada mostrava Dilma com 46,8 por cento das intenções de voto ante 41,8 por cento de Serra.
O Sensus ouviu 2.000 pessoas entre sábado e segunda-feira.




Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário