sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Coreia do Sul bombardeará Norte se for atacada, diz ministro


A Coreia do Sul disse nesta sexta-feira que bombardeará a Coreia do Norte se o país tentar repetir o ataque da semana passada contra seu território, disse nesta sexta-feira o novo ministro da Defesa sul-coreano.
O novo ministro, general reformado Kim Kwan, fez a declaração durante a reunião parlamentar de confirmação de sua nomeação para o cargo, um dia depois de a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton,ter dito que a Coreia do Norte representa uma ameaça para a região e o mundo.
"Se houver novas provocações, nós certamente vamos usar a aviação para bombardear a Coreia do Norte", disse Kim, quando indagado sobre se iria responder a um outro ataque norte coreano. Na semana passada o Norte bombardeou uma ilha perto da disputada fronteira entre os dois países, matando dois militares e dois civis.
As duas Coreias continuam tecnicamente em guerra, já que depois da guerra de 1950-53 não foi assinado um acordo de paz, mas apenas um armistício.
O Norte tem mais de 5 mil lançadores de foguetes apontados para Seul, a capital sul-coreana, em cuja área metropolitana vivem cerca de 25 milhões de pessoas.



Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário