terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Dia após dia

Dia após dia,
sozinho na colina da imensidão.
Um pouco tolo por amar,
as idas e vindas do coração.

Dia após dia,
superando a escuridão.
Lutando contra os medos,
buscando superação.

De um amor ali vivido,
nem tão pouco correspondido.
Mas a mercê dos sentimentos,
vivendo a satisfação.

Dia após dia,
a espera de um momento.
Mesmo que seja único,
que não se perca no esquecimento.

Dia após dia,
a esperança se renova.
Que no alge da aurora,
reflita uma nova hora.


Donizeti

Nenhum comentário:

Postar um comentário