terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Nordeste é a região onde mais cresce volume de visitas a sites no país


É no Nordeste que mais cresce o número de visitas a páginas da internet no Brasil, revelou nesta terça-feira a pesquisa Hitwise da consultoria Serasa Experian.
Puxada pela Bahia, a expansão da região nos últimos seis meses foi de 7,53%, atingindo 13% de participação no tráfego de visitas nacional. Mas o Sudeste continua liderando o ranking de market share da web, com 61,11% do total.
- Temos assistido à expansão da representatividade do Nordeste na economia brasileira, mas até agora não havia dados concretos de como isso se manifesta nos acessos à internet. Com a pesquisa, agora essa relação fica clara - Juliano Marcilio, presidente de serviços de marketing da Serasa Experian para América Latina. - O avanço econômico permite um consumo maior, o que também é verdade no campo da internet.
Todos os estados nordestinos apresentaram crescimento nos acessos. A Bahia registrou a quarta maior expansão da região (7,71%) mas, dada a sua representatividade (4,43% dos acessos no país), foi a maior responsável pelo crescimento do Nordeste. O ranking da região foi encabeçado por Rio Grande do Norte (expansão de 10,10%), Paraíba (9,14%) e Pernambuco (8,39%). O Piauí segurou a lanterna regional, com aumento de apenas 0,40% no tráfego de visitas.

Rio: expansão na contramão dos maiores estados do Sudeste

O Sudeste perdeu representatividade no tráfego brasileiro, recuando 0,73%. O market share de São Paulo e Minas Gerais reduziram em 3,94% e 2,20%, respectivamente. Já o Rio de Janeiro apresentou expansão de nível comparado aos de estados nordestinos: 9,34%, a terceira maior do país, atrás apenas de Amapá (12,13%) e Rio Grande do Norte (10,10%). O Espírito Santo aumentou suas visitas em 5,66%.
- Acho que a expansão do Rio está ligada às boas notícias que tem acontecido no estado, como avanços na segurança pública e a proximidade da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Ao lado do cenário econômico, isso gera uma sensação de otimismo que impulsiona as pessoas a buscarem informações na internet.
Mesmo assim, São Paulo permanece disparado como líder de acessos, com peso de 36,29% no tráfego nacional, seguido por Rio (13,40%) e Minas Gerais (9,41%).
A região Centro-Oeste foi a que mais encolheu, reduzindo sua participação em 2,09% e ficando agora com 7,48% do total. O Sul recuou 1,88% e tem hoje fatia de 15,7% no volume de visitas. A região Norte manteve-se estável, com 2,71%.
- A expansão do Nordeste e o encolhimento dos pesos de Sudeste e Sul são uma tendência. O comportamento reflete investimentos em infraestrutura nos estados nordestinos, o que permite maio acesso e velocidade na internet - disse o presidente de serviços de marketing da Serasa Experian. - Existindo infraestrutura, as pessoas vão usar. Não há ociosidade na internet. Quanto maior a velocidade mais páginas visitadas, mais informações acessadas. E as pessoas tem apetite por informação.
O estudo comparou o comportamento do internauta em dois períodos: nas 12 semanas encerradas em 5 de junho e nas 12 semanas anteriores a 4 de dezembro. A análise monitorou como cerca de 500 mil pessoas interagem com uma lista de 270 mil sites. O levantamento não considera acessos via celular, apenas por meio de computadores.
A pesquisa cruza os endereços de IP dos internautas com uma série de outras variáveis para traçar uma análise geográfica dos acessos. É a primeira vez que a empresa divulga estudo sobre a internet com esse nível de detalhamento.
Segundo Marcilio, todos os internautas monitorados aderiram voluntariamente à pesquisa, e não há risco de invasão ou vazamento das suas informações privadas.



O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário