domingo, 30 de janeiro de 2011

Chuva e sentimento

Chove lá fora e aqui dentro estou escrevendo para esquecer você.
Não sei, mas já faz um tempo que tento isso e muitas vezes em vão.
A chuva me inspira as palavras de despedidas mesmo que sendo apenas no pensamento.
Não saberia dizer como seria pessoalmente.
Na certa ficaria meio nervoso e não saia nenhuma palavra das quais imaginei.
Sabe, o momento em que comecei a gostar de você não poderia imaginar que fosse ficar tão forte assim.
O tempo foi passando e a falta de coragem de falar de meus sentimentos foram acentuando.
Por isso escrevo aproveitando que lá fora a chuva cai intensamente.
Possivelmente tenha alagamentos em alguns lugares.
E um lugar desse é o meu coração mergulhado na decisão de escrever por não ter a coragem de te dizer.
Os minutos parecem horas e procuro encurtar esse tempo para que possam caber as palavras que escrevo.
Poderia reviver tudo outra vez, com a certeza de que não seria superior o sentimento mas seria forte o elemento.
Chove ainda lá fora e os relâmpagos são flashes clareando a razão de me despedir.
Ou mesmo o porque de estar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário