domingo, 2 de janeiro de 2011

Tremor de terra no Chile

Um tremor de 6,5 graus de magnitude na escala Richter sacudiu neste domingo seis regiões do centro e do sul do Chile, sem que as autoridades tenham informado a existência de vítimas, mas sim de cortes de eletricidade e do serviço telefônico.
De acordo com os organismos oficiais chilenos, o terremoto atingiu as regiões de O''Higgins e Maule, no centro do país, e Biobío, Araucanía, Los Rios e Los Lagos, no sul, cujos habitantes ainda lembram o terremoto que devastou parte do território chileno em 27 de fevereiro de 2010.
Algumas praias de Biobío, lotadas de turistas, foram evacuadas pelas autoridades diante da possibilidade de um tsunami, o que no entanto foi descartado pelo Serviço de Hidrologia e Oceanografia da Marinha do Chile.
Em um relatório preliminar, o Serviço Geológico dos Estados Unidos tinha indicado que a magnitude do tremor de terra havia sido de 7,1 graus na escala Richter.
O movimento aconteceu às 17h20 hora local (18h20 no horário de Brasília), e segundo os primeiros dados do serviço geológico americano, seu epicentro se localizou sob o mar, a cerca de 96 quilômetros de Temuco, capital de Araucanía, e a 690 quilômetros de Santiago, a uma profundidade de 16,9 quilômetros.
Mais tarde, o Instituto de Sismologia da Universidad de Chile informou que a magnitude do terremoto foi de 6,5 graus na escala Richter e seu epicentro se localizou sob o mar, a 149 quilômetros de Tirúa, localidade situada no limite das regiões de Araucanía e Biobío, a uma profundidade de 29,5 quilômetros.
Desde a madrugada deste domingo uma sequência de tremores de magnitudes entre 3,2 e 4,7 graus na escala Richter sacudiram o litoral de várias regiões do país, incluindo as afetadas pelo último terremoto

Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário