domingo, 13 de fevereiro de 2011

Helicóptero brasileiro traz primeiro dos três reféns libertados pelas Farc


O policial Carlos Obando, o primeiro dos três reféns que a guerrilha das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) ficou de libertar neste domingo (13), foi entregue a uma missão humanitária na Colômbia, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).
O helicóptero, emprestado pelo Brasil para esta operação, se dirige agora para reabastecer na base aérea de Chaparral (Tolima, centro), e depois viajará de novo para buscar outros dois reféns.
A operação enfrentou um atraso devido ao mau tempo na zona prevista para a libertação, segundo informou o delegado presidencial Eduardo Pizarro.
A missão humanitária partiu neste domingo, em um helicóptero cedido pelo Brasil, às 9h30 locais (12h30, em Brasília) rumo às selvas do centro do país.
A missão, integrada pela ex-senadora Piedad Córdoba e representantes da Cruz Vermelha deve resgatar ainda o major da polícia Guillermo Solórzano e o cabo do Exército Salín Sanmiguel.
As Farc haviam anunciado em dezembro a libertação de cinco reféns, mas neste sábado (12) acrescentaram o nome de Ocampo, que foi sequestrado há dois meses.
Entre 9 e 11 de fevereiro, as Farc libertaram os vereadores Marcos Baquero e Armando Acuña, além do oficial da Marinha Henry López.
A guerra ainda mantém em cativeiro outros 16 policiais e militares que consideram "moeda de troca" por guerrilheiros presos, mas que segundo Córdoba podem ser liberados ainda este ano.



R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário