segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ronaldo anuncia aposentadoria


Ronaldo Nazário anunciou, na tarde desta segunda-feira, o final de sua carreira no futebol. "Esse anúncio foi minha primeira morte", afirmou o jogador. Bastante abatido, o jogador concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, no CT do Corinthians em São Paulo.

"Eu sinto dor em subir uma escada". Segundo Ronaldo, as constantes lesões e dores foram o principal motivo da aposentadoria antecipada. Ronaldo tinha contrato até o final do ano com o Corinthians.
"As dores me possuíam, me consumiam. Eu não consegua pensar em mais nada. Esse último ano foi um ano péssimo, de muitas lesões. Começar um ano assim, tua cabeça pensar uma coisa, achando que vai driblar o zagueiro, que você vai ganhar na velocidade como sempre fez, mas não conseguir, foi o que me motivou", desabafou.
Ronaldo falou sobre seu hipotireoidismo, motido do aumento de peso. Segundo ele, o tratamento da doença envolveria hormômios de uso proibido no futebol. "Muitos aqui agora devem estar arrependidos de ter feito tanta chacota com meu peso", disse o jogador.
Ronaldo continuará no Corinthians, como ele definiu "um embaixador institucional, levando o nome da equipe mundo afora." Entre os projetos do ex-jogador, estão a fundação Criando Fenômenos, que será anunciada em breve.

Confira na íntegra o discurso de Ronaldo:

"Estou aqui hoje falar que estou encerrando minha carreira como jogador profissional. Essa carreira foi linda, maravilhosa, emocionante, com muitas derrotas, infinitas vitórias. Fiz muitos amigos, não lembro de ter feito nenhum inimigo. E enfim, estou antecipando o fim da minha carreira por alguns motivos importantes. Todos sabem aqui do meu histórico de lesões. Tenho tido nos últimos 2 anos uma sequencia muito grande de lesões, que vão de um lado para o outro, de uma perna pra outra,

"Há quatro anos, no Milan, eu descobri que sofria de um distúrbio que se chama hipotireoidismo. Um distúrbio que desacelera o seu metabolismo. Para controlar esse distúrbio eu teria que tomar uns hormônios que não são permitidos no futebol. Muitos aqui agora devem estar arrependidos de ter feito tanta chacota com meu peso. Eu não guardo absolutamente nenhuma mágoa com ninguém. Eu só queria explicar isso no último dia da minha carreira."

"Tenho muitos agradecimentos a fazer aqui. A todos os clubes que eu passei São Cristóvão, Cruzeiro, PSV da Holanda, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Milan. Ao Corinthians eu agradecerei daqui a pouco."

Quero agradecer a todos que jogaram comigo, que jogaram contra, todos que foram leais, aqueles também que foram desleais, treinadores com os quais tive grande relação e com outros que tivemos alguma divergência de opiniões profissionais."

"Quero agradecer aos meus patrocinadores, em primeiro lugar agradecer à Ambev e a Nike que estão comigo desde que eu tenho 17 anos de idade, que acreditaram em mim, e que me suportaram durante toda a minha carreira. Com certeza continuaremos ainda juntos em outros projetos."

"Quero agradecer à Claro, que é meu patrocinador atual, por ter acreditado em mim também, mas principalmente, agradecer á Hypermarcas, que bancou realmente esse projeto no Corinthians. Projeto que idealizamos eu e o presidente em um café da manhã no Rio de Janeiro, onde Fabiano Farah, que durante 9 anos foi meu agente, discutia detalhes com Luis Paulo Rosemberg, diretor de Marketing do Corintianhs. Entramos eu e o presidente pra tomar um café, apertamos a mão e falamos que a partir daquele momento eu seria do Corinthians independente do acordo que fosse, que ele podia fazer o contrato, que se fosse em branco eu assinaria."

"Nos primeiros cinco meses nos não tivemos um patrocinador forte, até que chegou a Hypermarcas, acreditou no nosso projeto e está conosco até hoje."

"Quero agradecer a minha família, a todos os críticos no geral. Todos vocês que me criticaram e me ajudaram a ser mais forte em cada momento da minha vida. Quero agradecer toda a torcida brasileira que vibrou comigo que torceu por mim, que chorou comigo quando eu chorei, que caiu junto comigo quando eu caí. Mas dessa torcida brasileira em especial eu quero agradecer a torcida do Corinthians, porque eu nunca vi uma torcida tão empolgante, tão apaixonada, tão entregue a um time de futebol."

"Certo que em algumas vezes essa cobrança por resultados faz dessa torcida também um pouco agressiva, um pouco fora do controle. Em algumas vezes, em outas entrevistas, eu falei que eu não imaginava realmente ter vivido sem o Corinthians."

"Quero agradecer ao presidente e pedir desculpas publicamente por ter fracassado no projeto Libertadores. Dizer que você é meu irmão, que a história aqui foi linda, foi maravilhosa, que continuarei ligado e vinculado ao clube da maneira que você quiser, presidente. Muitas vezes vocês vão me ver no estádio torcendo pelo Corinthians."

"Estarei, enfim. Na hora que eu fui falar com os jogadores, agradeci todos eles, o Tite, por cada minuto e cada segundo que estive com eles, e que, como eu sempre fiz, desde o primeiro dia que cheguei aqui. Vou entrar na frente deles pra receber todo e qualquer bombardeio."

"O meu futuro já está bem organizado, vou me dedicar à minha agência. Daqui a um tempo nos vamos anunciar a fundação Criando Fenômenos, que eu espero me dedicar muito tempo também."

"E era isso."


DC

Nenhum comentário:

Postar um comentário