terça-feira, 1 de março de 2011

Astronautas farão foto histórica da Estação Espacial


NASA planeja fazer um sobrevoo inédito da Estação Espacial usando uma nave russa Soyuz, para capturar imagens e vídeos da Estação com todos os veículos atracados. Nesta imagem, uma vista parcial, capturada pelos astronautas do Discovery no sábado.
A NASA acaba de estender a missão do ônibus espacial Discovery em mais um dia.

Além de efetuar algumas tarefas extras e um pouco mais de flexibilidade no horário, o objetivo principal é a captura de imagens inéditas da Estação Espacial Internacional.

Com sua construção praticamente encerrada, a Estação nunca esteve tão grande.

Pela primeira vez na história, todos os veículos de serviço estão atracados, o que torna esta uma ocasião única para fazer imagens históricas.

Além do ônibus espacial Discovery, estão atracadas as naves russas Soyuz e Progress, a europeia ATV-2 Johannes Kepler e a japonesa HTV Kounotori (cegonha, em japonês).

Isso corresponde a mais de 1.000 metros cúbicos de volume pressurizado, com uma massa total de mais de 500 toneladas.

Quando o ônibus espacial Endeavour fizer o último voo dos ônibus espaciais, previsto para Abril, o cargueiro espacial japonês HTV não estará mais atracado, o que torna esta realmente uma oportunidade única.

Vista panorâmica da Estação Espacial

Para fazer as imagens, a NASA está planejando fazer um sobrevoo da Estação usando uma das naves Soyuz, em um feito inédito.

O que mais se aproxima disso é a chamada cambalhota que os ônibus espaciais dão para que as câmeras da Estação fotografem sua proteção externa. Nesses casos, o ônibus fica a uma certa distância da Estação, e não circula ao seu redor.

O voo panorâmico da Soyuz exigirá o reposicionamento do braço robótico do Discovery, que evitar qualquer risco de acidente.

Isto exigirá mais tempo dos astronautas da missão STS-133, uma das razões para a extensão da missão em um dia.



Inovação Tecnológica

Nenhum comentário:

Postar um comentário