domingo, 6 de março de 2011

Brasil será 6º maior mercado do Google, avisa Eric Schmidt


O presidente do Google, o americano Eric Schmidt, garantiu nesta sexta-feira que o Brasil se consolida como um alvo especial para o gigante de buscas. Em entrevista concedida à agência Reuters em Buenos Aires, na Argentina, o executivo revelou a projeção da empresa no país. “O Brasil caminha para ser o sexto maior mercado do Google”, revelou.
Eric Schmidt em entrevista exclusiva a VEJA: "a revolução não é digital"
Schmidt, que preside a empresa até 4 de abril - quando deixa o posto para se tornar presidente do conselho da empresa -, adiantou que os bons resultados registrados na América Latina irão permitir a construção de novos escritórios em diversos países - até o momento, a empresa conta com 500 funcionários em toda a região. Em 2010, a região representou cerca de 3% da receita global da empresa, calculada em 29,3 bilhões de dólares (49,3 bilhões de reais). "Teremos uma porcentagem maior nesses locais rapidamente", acredita.
A receita do Google na América Latina aumentou entre 50% e 100% em 2010, impulsionada pela recuperação econômica após a recessão provocada pela crise financeira mundial. "Isso significa que estamos quase duplicando (nosso faturamento) a cada ano", garantiu Schmidt.
Schmidt, 55 anos, deixará o cargo de presidente que ocupa há quase dez anos no Google, devolvendo-o a um de seus fundadores — Larry Page, hoje com 37 anos. O executivo vai concentrar seus esforços como presidente do conselho da companhia, promovendo alianças e parcerias com governos.


Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário