terça-feira, 8 de março de 2011

Dilma é uma das cem mulheres mais inspiradoras da lista do 'The Guardian'


A presidente Dilma Rousseff entrou na lista das cem mulheres mais inspiradoras da atualidade, publicada no jornal britânico 'The Guardian', nesta terça-feira. Nela são listadas mulheres que representam modelos de comportamentos no mundo e que ajudaram outras ao longo da vida.
Feita em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a lista organiza as escolhidas em 10 categorias: Ativistas; Arte, cinema, música e moda; Negócios e sindicatos; Direito, Política; Ciência e medicina; Esportes e aventura; Tecnologia; Televisão; Escrita literária e academica. A presidente está na categoria 'Política', junto a Michelle Bachelet, Hillary Clinton, Margaret Thatcher, entre outras.
Abaixo do nome das mulheres da lista vem um pequeno resumo do cargo ou do que a pessoa representa e, clicando na foto, uma pequena matéria da carreira da pessoa. O jornal descreve Dilma como "Uma guerrilheira socialista adolescente que enfrentou prisão e tortura e que se tornou a primeira presidente mulher do Brasil".
O texto cita ainda a promessa de Dilma de melhorar as condições de vida das mulheres e de ter a mão feminina no comando de nove dos 37 Ministérios de seu governo, número recorde na história do país. Dilma também é criticada na publicação no que se refere à mudança de posição em relação ao aborto, depois da confusão com religiosos, e a realização de diversas cirurgias plásticas. O jornal também cita a situação atual do Brasil, chamando a atenção para os desafios que Dilma já enfrentou, como as recentes chuvas que assolaram o país.
Para escolher as cem melhores, mais de 3 mil sugestões de leitores foram consideradas por uma equipe de doze mulheres que incluía ativistas políticas, membros de organizações não-governamentais e jornalistas, que discutiram até chegar ao resultado final.
Alguns destaques das cem, além da presidente Dilma, são a ativista Nawal El Saadawi, a cantora Lady Gaga, a presidente do Yahoo Carol Bartz, a advogada Gareth Peirce, a democrata Aung San Suu Kyi, Jane Goodall, que apóia causas ambientais, a atleta Caster Semenya, a fundadora do site lastminute.com Martha Lane Fox, a apresentadora Oprah Winfrey e a ganhadora do Nobel Doris Lessing.

Jornal do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário