segunda-feira, 30 de maio de 2011

Espaçonave de ficção-científica pode substituir ônibus espaciais

O ano de 2011 marca a aposentadoria dos ônibus espaciais. Em julho deste ano, a Atlantis fará seu último vôo saindo do Kennedy Space Center abrindo caminho para a próxima geração de espaçonaves que farão o transporte de pessoas e equipamentos para fora da Terra. Dentre os conceitos e projetos que podem substituir os ônibus espaciais no futuro – ainda não existe um projeto definido – um avião espacial europeu está despontando como candidato mais forte.
Com design arrojado e um nome que parece saído dos filmes de ficção-científica, o Skylon é uma espaçonave capaz de decolar e pousar de forma convencional e usa uma nova tecnologia de propulsores pensados para funcionar em um único estágio, com um desenho capaz de se adaptar a diversos tipos de missão no espaço. O melhor de tudo: segundo a Reaction Engines, empresa que desenvolveu o sistema de propulsão, o custo para levar materiais e pessoas “lá fora” pode cair radicalmente dos atuais US$ 15 mil para apenas US$ 1 mil por quilo.
O sistema de propulsão do Skylon se chama Sabre (Synergistic Air-Breathing Rocket Engine). Basicamente ele capta oxigênio da atmosfera durante o processo de combustão. Grosso modo, o motor “respira”, o que elimina a necessidade de vários estágios de propulsão durante o lançamento para que a nave atinja velocidade de escape sem literalmente explodir.
O conceito do Skylon recebeu sinal verde da Agência Especial Europeia. Uma comissão formada por centenas de especialistas da Europa, Rússia, Coreia do Sul, Japão e EUA examinou os detalhes técnicos e econômicos do sistema de propulsão e decidiram aprovar o desenvolvimento de um protótipo.

msn

Nenhum comentário:

Postar um comentário