terça-feira, 15 de novembro de 2011

Aborto. Como é para você essa questão.

Google imagens

Um assunto muito polêmico permeia a sociedade a muito tempo. O aborto tem sido sucessivos temas de discussões mas que não chega a nenhuma solução clara. Por um lado diz que a mulher tem o direito de decidir sobre o seu corpo. Portanto permissivo. No caso de estupro ou de risco de morte a Lei da sociedade protege, portanto é permissivo. Mas nas condições gerais isso é mais obscuro ainda. Primeiro levanta-se quando o embrião recebe o espírito e portanto a partir desse momento não é mais permissivo. Muitos alegam que isso ocorre quando nascem os primeiros neurôneos. E Eu digo que o espírito assume seu lugar e papel desde o minuto da concepção. Portanto em qualquer faze não seria permissivo. Salvo quando se trata de um aborto espontâneo quanto não há uma intercorrência direta da ação humana e sim apenas um reflexo da reação do organismo.
Portanto enquanto não se tenha clareza o suficiente é preciso que se faça o sexo seguro, o suficiente para garantir que não haja fecundação enquanto não for um ato de consciência e de aceitação entre os envolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário