segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Carta ao mundo - Letter to the World

Carta ao mundo

A todos que tiver acesso a este leia com otimismo e alegria. O Brasil, um pais que está em desenvolvimento, está conseguindo fazer sua lição de casa. Investiu em cultura e Educação. Em muitas cidades turísticas o combate a violência tomou um novo rumo, a exeplo do Rio de Janeiro com a criação das UPPs. A erradicação da fome e da miséria não é apenas um sonho ou promessa de campanha eleitoral, já temos projetos consolidados para tal. O Brasil cumpriu suas responsabilidades com FMI, passando de cliente a credor e hoje é reconhecido no mundo como um país que tem muito o que ensinar aos demais. A realização da Copa do Mundo de Footebol em 2014 e as Olimpiadas em 2016 vem coroar com esse momento que o Brasil vem vivendo. E queremos o mundo conosco de mãos dadas a uma só voz. Quando queremos podemos, quando queremos podemos transformar. E é com o coração elevado a Deus ( Cabe aqui dizer que somos pela coexistência por isso respeitamos a liberdade religiosa de todos ) que digo. Sejam bem vindo a todos e todas que quizerem e que vierem conhecer nossos preceitos, nossa forma de ser e viver.



Letter to the World
To everyone who has access to read this with optimism and joy. Brazil, a country that is under development, is able to do your homework. Invested in culture and education. In many tourist cities to combat the violence took a new direction, the example being in Rio de Janeiro with the creation of the UPPs. The eradication of hunger and poverty is not just a dream or a promise of electoral campaign, we have consolidated for such projects. Brazil has met its responsibilities with IMF, from the lender and the customer is now recognized worldwide as a country that has much to teach others. The realization of Footebol World Cup in 2014 and the Olympics in 2016 crowns of this moment that Brazil has been living. And we want the world to us holding hands with one voice. When we want when we want to transform. And with the heart is lifted up to God (It should say that we are the coexistence so respect the religious freedom of all) what I say. Welcome to all and all who want and they come to know our principles, our way of being and living.

Nenhum comentário:

Postar um comentário