sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Dilma vê 2012 com otimismo, mas crise externa se aprofundando

Google imagens

"A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira estar otimista com a economia brasileira em 2012, que para ela deve crescer entre 4,5 por cento e 5,0 por cento no próximo ano.
Apesar disso, Dilma reconheceu que o cenário externo em 2012 é desfavorável.
"O que me permite dizer que sou otimista é porque temos recursos próprios para enfrentar esse momento", disse Dilma a jornalistas em encontro de fim do ano.
A presidente afirmou que o Brasil tem margem de manobra na política monetária e que a inflação seguirá controlada no próximo ano. "Temos certeza de que fica sob controle", disse.
Perguntada se a inflação iria convergir para o centro da meta, de 4,5 por cento, ela disse que será "uma curva suave". Para Dilma, "não faz diferença nenhuma", se a inflação fica em 4,5 ou 5 por cento, "no sentido que não está descontrolada"."

Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário