quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Memórias

Google imagens


Quando o homem entender o seu propósito não teremos mais a preocupação com os ventos muito menos com o desalento. Porque um será pelo outro, mesmo que não o conheça, e chamará pelo nome mesma que não tenha sido apresentado. A vida ainda terá suas atribulações, mas será entendida não como um problema mas como fonte de solução. As atividades humanas serão as mesmas, aperfeiçoadas logicamente, mas não serão massantes. Porque em tudo terá graça e a graça será a gentil proeza de nos deixar menos só. A gratidão estará sempre disponível, em qualquer hora, em qualquer nível em todo o tempo. Sim haverá choro, mas não o desiludido. E os sorrisos serão muito mais solto. Ainda haverá doença mas muito mais forte será o consolo. Porque o dicernimento será o balsamo aliviador da dor e saberá que isso será tão somente por um problema particular e não por trasferência de outro ou culpabilidade ou dádiva de Deus.


When the man did not understand its purpose will have more to concern about the winds much less discouragement. Because the other one is, even if not knowledge, is called by the same name that has not been made. Life still has his troubles, but it will be understood not as a problem but as a source of solution. Human activities are the same, of course improved, but will not be boring. Because everything will be free and the gentle grace feat of making us less alone. Gratitude is always available, anytime, on any level at all times. Yes there will be weeping, but not disappointed. And the smiles will be much looser. There is still illness but much stronger comfort. Because the Balm is the discernment of pain relief and know that it is solely for a particular problem and not another, or transferring of guilt or gift from God.

Nenhum comentário:

Postar um comentário