quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Conceitos

Deus é a concepção pela qual medimos a nossa dor, assim define John Lennon em sua canção. E tem razão. Por que na alegria dificilmente manifestamos-lo. Outra controvérsia é a questão do pecado. Principalmente a idéia do pecado original o qual justifica a raça de pecadores. O pecado não existe, salvo de nossas ações maléficas que prejudicam aos outros ou a nós mesmo.
Não existem diabos, capetas muito menos satanáz, apenas representam a maldade que está em nosso interiror e que por ignorância traçamos esssas fantazias. Nos somos um universo e em nós permeiam a bondade e a maldade por ser tratar que um depende da existência do outro para o ponto de equilibrio. Mas devido o livre arbítrio podemos pender a balança para um lado ou para outro. Deus, energia que costura a tudo e a tudos para manter em completa harmonia, em sua infinita bondade/maldade repleto e marcado pela ação da construção do amor jamais iria permear que ficássemos sob julgo de personágens tão maléficas se não fossem partes pertencentes a nós  mesmos.
Por isso pedimos sempre a humildade para observar, sabedoria para dicernir e hombridade para assumir aquilo que só a nós pertence.

Nenhum comentário:

Postar um comentário