segunda-feira, 8 de junho de 2015

Meditação

Vejo ao longe nuvens brancas se descipando ao vento leve,
uma certeza aqui dentro do meu peito é de vê-la mais feliz.
Sigo olhando a mesma direção dos raios resplandecentes,
que me indicam um pouco de alusões.
Um flash passa pela mente incidentemente torpe,
pelas lembranças inconclusivas.
E tudo gira ao redor,
por menor que seja.
Tem seu ponto de apoio,
envolto de questionamentos,
revelando a condição de ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário